Em andamento

– COMO PODE EXPRESSAR-SE O CORPO? INTERLOCUÇÕES ENTRE FILOSOFIA E DANÇA, coordenação Profª. Drª. Elizia Cristina Ferreira (Início: 2016)

– GEOFILOSOFIA E COSMOPOLÍTICAS: INVESTIGAÇÃO ACERCA DA MULTIPLICIDADE DE SABERES, DE MUNDOS E DE FORMAS DE VIDA. Equipe: Prof. Dr. Cleber Daniel Lambert da Silva (Coord.), Lucas de Souza (BHU, PIBIC/Unilab), Ana Paula Monteiro (BHU, PIBIC/Unilab ). Início: set. 2017.

Resumo do Projeto:

Esta proposta de pesquisa tem como problema principal aquele do desafio de pensar novas vias cosmopolíticas capazes de contribuir para a construção de um projeto de mundo em comum a partir de uma multiplicidade de perspectivas ligadas a espaços minoritários e do Sul global, como o africano e afro-diaspórico, o ameríndio, o asiático, etc. Diante da desconstrução do discurso universalista hegemônico da modernidade, da afirmação de uma multiplicidade de saberes e da necessidade de pensar as formas de vida humanas e não humanas, como pensar o
problema cosmopolítico de um mundo comum em que identidade e diferença estabeleçam um relação não exclusiva e hierárquica? Nossa hipótese consiste em afirmar que o fracasso do universalismo moderno, que se expressa através de crises que ameaçam o conjunto da humanidade e da vida no planeta, não implica na inviabilização de toda forma de universalização, ao contrário, ele impõe pensar um universal caracterizado pela abertura, movência e multiplicidade, não mais fechado, fixo e exclusivo. A partir de pensadores como Achille Mbembe, Édouard Glissant, Eduardo Viveiros de Castro, Gilles Deleuze e Félix Guattari e de contribuições dos Estudos Decoloniais, esperamos descrever os principais fundamentos teóricos que subsidiarão a construção das propostas de investigação dos Planos de Trabalho, voltadas para a pesquisa de iniciação científica em Humanidades, ou seja, para a aprendizagem dos principais elementos que caracterizam a atividade do jovem pesquisador em Humanidades (delimitação de tema, posição do problema, construção da hipótese, definição de objetivos, desenvolvimento da metodologia adequada, revisão bibliográfica), mas também para o desenvolvimento do pensamento crítico e sistemático em torno de problemas que se apresentam às Humanidades na contemporaneidade. Por fim, as atividades previstas nesta proposta de pesquisa apoiam-se na prática da interdisciplinaridade e no diálogo entre pesquisa, extensão e ensino.